Leitura: 3 min

Entenda como abrir conta em uma corretora em 5 passos

O mundo dos investimentos é uma opção interessante especialmente para as pessoas que querem alcançar a independência financeira, aumentar os rendimentos ou se preparar para a aposentadoria. E a tecnologia vem facilitando o acesso aos mais diversos tipos de investimentos, como as corretoras de valores.

Se você tem interesse em começar a investir, precisa saber como abrir conta em uma corretora. Confira o passo a passo neste post e veja como é prático!

O que é uma corretora?

As corretoras de valores são empresas que intermedeiam as aplicações financeiras. Isso significa que elas são uma ponte entre investidores e instituições que emitem os papéis de investimento.

Elas são a porta de entrada para abrir um amplo leque de possibilidades quando o assunto é investir, já que oferecem acesso a aplicações que nem sempre estão disponíveis para os clientes de um banco tradicional, por exemplo.

Abrir conta em uma corretora geralmente é gratuito e, na maioria das vezes, pode ser feito online, tanto para cadastro quanto para o uso da plataforma.

Como abrir conta em uma corretora?

1. Escolha a corretora mais adequada ao seu perfil

A primeira etapa é escolher uma corretora para aplicar seu dinheiro. Muitos bancos têm empresas parceiras para esse fim, mas as taxas tendem a ser mais elevadas em relação às corretoras independentes. O ideal é consultar essas taxas, os serviços oferecidos, o tempo de mercado, o índice de satisfação dos clientes e até a quantidade de recursos solicitada para começar a aplicar.

Se você já sabe no que deseja investir (fundos imobiliários, títulos públicos, letras de câmbio/crédito, debêntures, entre outros), veja quais corretoras oferecem os produtos desejados e compare-as para encontrar aquela que melhor atenda às suas necessidades.

2. Separe a documentação necessária

Depois de escolher a corretora, é necessário fazer o cadastro. As corretoras geralmente têm um formulário padronizado. Além de preencher os dados solicitados, você deve imprimir, assinar e digitalizar o formulário antes do envio da proposta, anexando cópias dos documentos solicitados (RG, CPF, CNH, comprovante de residência) e encaminhá-lo em formato eletrônico.

Será também necessário fornecer os dados de um conta bancária (corrente ou poupança) em seu nome, que servirá como canal para envio ou resgate do dinheiro investido. Depois, basta aguardar o contato da corretora e receber seus dados de acesso.

3. Defina seu perfil de investidor

O primeiro passo é definir seu perfil de investidor. Nas corretoras, ao efetuar o cadastro, é feita uma análise de perfil (suitability) ou um teste para obter as informações necessárias e oferecer os investimentos mais adequados.

Além disso, é importante pensar nas metas a curto, médio e longo prazo, nos valores necessários para atingir seus objetivos, nos riscos que está disposto a correr e qual o tempo de retorno estimado. Assim, você consegue estabelecer um plano de investimento realista e com maiores chances de sucesso.

4. Conheça a plataforma da instituição

A ansiedade frente a algo novo é normal. Entretanto, é recomendado conhecer a plataforma e tirar todas as dúvidas junto à corretora antes de começar a investir.

Você não precisa dominar totalmente a plataforma para ter sucesso, mas conhecer as funcionalidades e os comandos básicos dá mais tranquilidade para começar a movimentar seus recursos no site da corretora.

5. Estude as aplicações oferecidas

Informe-se sobre as garantias dos investimentos. Alguns ativos de renda fixa, por exemplo, têm cobertura de até R$ 250 mil do FGC (Fundo Garantidor de Créditos) por emissão em caso de falência do emissor do investimento. Isso é um direito do investidor. Já as aplicações de renda variável não contam com essa cobertura. Além disso, geralmente, essas aplicações são mais complexas e exigem um tempo de estudo e análise prévia.

Agora que você já sabe como abrir conta em uma corretora de valores, está na hora de encontrar a melhor opção e começar a investir. Pesquise, analise e estude bastante para ter a certeza de que tomou a melhor decisão.

E como conhecimento é sempre bem-vindo quando o assunto é aplicação financeira, curta a TG Core no Facebook e tenha acesso a materiais e informações valiosas sobre o universo dos investimentos, tudo em uma linguagem simples e direta!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários
    Rolar para cima