Leitura: 4 min

Aprenda o que é e como escolher a melhor gestora de investimentos

Escolhas fazem parte do mundo de quem deseja investir e, sem dúvidas, uma das mais importantes é selecionar uma gestora de investimentos. Afinal, o investidor que dispõe do seu dinheiro no presente, visando o lucro futuro, quer ter segurança e um bom resultado, certo?

Assim, é fundamental ter atenção quanto ao tipo de instituição utilizada para investir no mercado financeiro, pois essa escolha pode afetar diretamente a performance do seu investimento. Muitos já conhecem a forma como os bancos e as corretoras atuam, mas uma gestora, por sua vez, apresenta uma série de características próprias que as tornam bastante vantajosas.

Para esclarecer quais são esses benefícios e como as gestoras funcionam, continue com a leitura e descubra como escolher a melhor empresa. Acompanhe!

O que é uma gestora de investimentos e como funciona?

O termo gestora de investimentos é bastante intuitivo. Esse tipo de instituição faz o chamado asset management, ou gestão de ativos. O serviço consiste na seleção e controle dos ativos que irão compor um fundo de investimento, elaborando estratégias e buscando extrair o potencial máximo do capital investido.

Fundos de investimento são formados pela união do capital de diversos investidores. Por serem geridos por profissionais, a performance obtida costuma ser melhor do que quem investe por conta própria. Aplicar por meio de um fundo também pode proporcionar maior diversificação e acesso a projetos promissores que requerem muito capital.

A gestão dos fundos é feita por um profissional credenciado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que dedica os seus esforços aos cuidados do fundo. Para tanto, ele deve ter um conhecimento técnico bastante especializado na área em que atua.

Ainda é importante esclarecer que o profissional pode ser remunerado de duas formas, tais como:

  • taxa de administração;
  • taxa de performance.

A taxa de administração incide sobre o patrimônio líquido dos fundos. Já a taxa de performance, ocorre quando o fundo obtém rentabilidade acima de algum índice de referência preestabelecido, como o índice da bolsa de valores (Ibovespa) ou a taxa DI. Dessa forma, a busca por maiores resultados é um estímulo para o gestor, proporcionando oportunidades de maiores ganhos para o cotista.

Quais as vantagens de investir com uma gestora?

Gerir a sua própria carteira de investimento requer muito tempo, paciência e conhecimento. Quem tem uma rotina corrida sabe bem que nem sempre é possível dedicar-se a isso da maneira mais adequada.

Por mais que o investidor possa estudar o tema, dificilmente ele vai atingir o nível de quem obteve formação técnica e trabalha com gestão de investimentos há anos. Por outro lado, com uma gestão profissional, é possível obter bons performances de investimentos sem precisar se dedicar várias horas por dia para isso.

Ou seja, a solução é contar com uma gestora, pois ela trabalha e conhece muito bem o setor em que atua. Afinal, as decisões precisam ser feitas com muito cuidado, já que o seu dinheiro está em jogo, concorda?

Vale ressaltar outra vantagem da gestora: o relacionamento próximo com o investidor. Isso significa que a equipe de profissionais sempre se coloca à disposição para orientar, esclarecer e informar cada detalhe das estratégias adotadas para gerenciar os fundos. Em alguns casos, é possível contar com serviços mais exclusivos, conforme a necessidade e perfil do cliente.

Como escolher a melhor gestora?

Após decidir aplicar seu dinheiro em uma gestora de investimentos, é necessário escolher entre as muitas opções que o mercado oferece. De fato, alguns aspectos devem ser avaliados para garantir uma decisão certeira. A seguir, confira a seleção de 4 pontos importantes.

1. Credibilidade da gestora de investimentos

Sem dúvidas, é essencial analisar a credibilidade da gestora de investimentos. Uma das maneiras de fazer isso é pesquisar referências sobre uma determinada instituição pela internet e em sites de notícias.

Verifique se existem reclamações e, se possível, converse com os clientes. Ainda é indicado observar a atuação da gestora diante de momentos desafiadores, assim como o histórico dos fundos.

Por exemplo, no próprio site da TG Core tem uma área destinada aos fundos. Lá, você pode encontrar as principais informações sobre cada um deles, como objetivos, metas de rentabilidade e dados sobre o desempenho nos últimos 12 meses.

Obviamente, os resultados anteriores não podem garantir performance futura. Mesmo assim, vale a pena ponderar sobre eles antes de optar por uma gestora de investimentos.

2. Profissionalismo da equipe

Ao escolher uma gestora de investimentos para gerenciar os seus ativos, é fundamental considerar o profissionalismo da equipe desde o primeiro contato com o cliente. Aliás, os canais de comunicação também precisam funcionar plenamente, tanto por e-mail e redes sociais quanto por telefone.

Procure conhecer os profissionais que atuam na equipe, além da própria estrutura da equipe. Em geral, economistas, engenheiros e administradores costumam fazer parte do time de uma gestora.

3. Expertise na área de atuação

Também é fundamental que a gestora tenha expertise na área de atuação. Assim, ela será capaz de analisar com maior propriedade a performance dos ativos, identificar boas oportunidades de investimento e atuar de uma forma mais certeira.

A TG Core Asset Management, por exemplo, foca suas estratégias no segmento imobiliário e, para atingir os objetivos com excelência, conta com processos criteriosos e bem estruturados de seleção de ativos, além de forte atuação em governança corporativa, sempre buscando adequar seus investimentos com altos padrões de qualidade.

4.     Oferta de investimentos

Além da credibilidade, do profissionalismo e da expertise, é interessante buscar uma gestora que ofereça um bom leque de opções de investimentos. Uma maior quantidade de fundos com estratégias diferentes permite ao cliente diversificar seus recursos de acordo com diferentes propósitos, seja de rentabilidade ou de prazo de aplicação.

Como visto, a gestora tem como objetivo gerir fundos de investimentos de modo a obter melhores resultados para o investidor. Ela apresenta uma solução certeira para quem não tem tempo para dedicar-se com afinco à atividade, mas deseja ter condições de decidir corretamente onde investir.

Esse tipo de instituição pode proporcionar mais vantagens em comparação com bancos ou corretoras, principalmente por conta do serviço especializado e alinhado aos interesses do cliente.

Para acertar na escolha dela, é fundamental avaliar alguns aspectos, como credibilidade, o profissionalismo da equipe, a expertise na área e os produtos disponíveis.

Ficou com alguma dúvida sobre o que é e como atua uma gestora de investimentos? Então, entre em contato com a TG Core Asset Management e aproveite os bons rendimentos e a praticidade que a gestão profissional de ativos pode proporcionar para você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários
    Rolar para cima