Leitura: 4 min

Mercado de investimento: entenda seu funcionamento e como começar!

mercado de investimento pode parecer um bicho de sete cabeças. São muitos termos, aplicações e fatores que fazem esse setor ser tão fascinante e, ao mesmo tempo, complexo.

Pensando nisso, resolvemos esclarecer os principais pontos sobre esse ambiente para que você possa não só entendê-lo, mas também saber como aplicar. Confira!

Como funciona o mercado de investimento?

O mercado financeiro é, essencialmente, um setor no qual acontecem transações de compra e venda de valores. Nesse contexto, são negociadas desde ações, títulos e moedas, até ouro e produtos agrícolas. Diferentes agentes são responsáveis por essas operações e há instituições que regulamentam o mercado.

A ideia do mercado de investimento é, por um lado, financiar empreendimentos e, por outro, permitir que investidores apliquem o seu capital em busca de uma rentabilidade.

Quem participa do mercado de investimento?

Aqui, vamos falar sobre os principais agentes do setor. Entenda!

Investidores

O investidor é aquele que tem o capital e pode ser tanto uma pessoa física quanto jurídica. É ele que dispõe do dinheiro para aplicar no investimento. O seu objetivo é obter lucro, multiplicar aquilo que aplicou.

Traders

trader é uma pessoa física que compra e vende ativos com o propósito de se beneficiar da volatilidade das operações. Isto é, para ele, o que importa são as transações e não o ativo. Por isso, os traders não costumam ficar com um investimento por muito tempo.

O trader pode atuar de duas formas, entrando e saindo de operações em um mesmo dia — conhecido como Day Trade — ou aqueles que entram na operação e demoram alguns dias ou semanas para concluir. Nesse caso, o investidor está realizando uma operação chamada de Swing Trade.

Bancos

Os bancos podem ser tanto os reguladores, como é o caso do Banco Central, quanto os que oferecem os produtos para investimentos. Os produtos financeiros mais comuns que você encontrará nos bancos são os títulos de renda fixa, tais como LCI, LCA, CDB e títulos públicos.

Gestoras de investimento

São as que gerenciam as transações dos agentes. Essencialmente, as gestoras de investimento trabalham para que os recursos fornecidos pelos investidores tragam lucro. No Brasil, as gestoras são reguladas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e devem seguir as normas da instrução CVM 558.

Como começar a investir no mercado?

O mercado não é tão difícil, porém, para os iniciantes, ele pode parecer mais complexo do que realmente é. Por isso, é importante tomar algumas providências na hora de começar a investir nesse setor. Nesta parte do artigo, mostraremos quais os passos que você deve dar para começar a investir. Confira!

Conheça o mercado

Primeiro, é fundamental entender a fundo o funcionamento do mercado de investimento. Além disso, é necessário conhecer os tipos de investimentos existentes e suas particularidades.

Entre outros elementos, vale a pena analisar se o ativo é de renda fixa ou variável, qual sua rentabilidade ou o índice de referência, sua liquidez e o risco.

Descubra o seu perfil de investidor

Saiba também quem é você no mercado. Você pretende ser um investidor ou um traderQual é o seu perfil de investidor: conservador, moderado ou agressivo? Essas são informações importantes, que ajudarão você a elaborar uma melhor estratégia de investimento.

O investidor conservador não gosta de correr riscos, ele aceita ter uma baixa rentabilidade para não passar pelo perigo de perder dinheiro. O agressivo é extremamente o oposto. Ele visa à rentabilidade e não se importa em correr grandes riscos para isso.

O moderado, portanto, é a união dos dois. Porém, ele não é tão conservador nem arrojado. Ele sabe balizar bem as principais características dos dois tipos.

Escolha uma corretora

Por último, escolha uma boa corretora. É muito importante pesquisar sobre as opções disponíveis. Nesse quesito, três pontos devem ser considerados na escolha: a segurança, as tarifas cobradas e o atendimento.

Atualmente, existem dezenas de empresas que prestam esse tipo de serviço e é necessário ter muita atenção para fazer a escolha correta. Afinal, ela será a responsável por intermediar as suas operações no mercado financeiro. Sendo assim, haverá a cobrança de taxas nesse tipo de serviço.

Portanto, se você escolher a corretora incorretamente, pode ter gastos desnecessários e prejudicar a rentabilidade das suas aplicações. Sendo assim, analise os seguintes pontos antes de abrir a sua conta:

  • avalie as taxas de corretagem;
  • verifique se o portal da corretora proporciona todo o suporte necessário;
  • analise o atendimento disponibilizado, pois muitas corretoras oferecem meios de contato, mas dificilmente você conseguirá, de fato, conversar com alguém para solucionar seus problemas;
  • confira as plataformas oferecidas pela corretora, bem como os preços das que não são oferecidas gratuitamente;
  • conheça a opinião de outras pessoas sobre a corretora a ser contratada.

Tome muito cuidado com essa definição. Uma escolha incorreta pode prejudicar em muito a sua rentabilidade. Por isso, avalie cada um dos pontos que mencionamos neste artigo para evitar errar na hora da escolha.

Envie dinheiro para a sua corretora

O próximo passo, portanto, é enviar o dinheiro para a sua corretora. Para isso, é muito simples: basta fazer uma transferência via TED para a sua conta custódia e, em poucos minutos, os valores já estarão disponíveis para fazer seus investimentos.

Faça suas aplicações

Depois de conhecer o mercado financeiro, buscar todas as informações sobre o ativo que você quer aplicar, identificar o seu perfil, abrir a conta na corretora e enviar o dinheiro para lá, você estará apto a fazer o seu primeiro investimento.

Entretanto, o acompanhamento e os estudos devem ser frequentes. Não adianta você conhecer muito o seu mercado, fazer suas aplicações e, simplesmente, se esquecer delas, acreditando que o dinheiro vai crescer com o tempo.

Isso, mesmo se você optou por investir em renda fixa, que tende a ter menores riscos, de modo geral. Os seus investimentos precisam ser acompanhados, de preferência, diariamente.

De fato, dá para perceber como, com um conhecimento adequado, o mercado de investimento é bem mais simples do que parece. Assim, é possível começar a aplicar o seu dinheiro desde já e passar a construir o seu patrimônio.

Para que fique cada vez mais fácil investir no mercado financeiro, que tal assinar a nossa newsletter e não perder mais nenhum dos nossos posts? Assine agora!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários
    Rolar para cima