Leitura: 3 min

Carteira de dividendos: saiba o que é e como fazer

Basicamente, podemos destacar duas maneiras de ganhar ao investir em ações e fundos imobiliários (FIIs): ver o patrimônio aumentar com a valorização das cotas dos FIIs e preços das ações ou também ser remunerado pelo seu retorno em dividendos. Ou seja, quando o investidor recebe parte dos lucros desses investimentos.

Logo, é possível que o investidor busque construir um carteira de dividendos, especialmente no longo prazo. Isso significa, na prática, montar um portfólio de investimentos que busque os melhores pagadores de lucros do mercado.

Neste artigo, vamos apontar algumas maneiras de identificar bons investimentos pagadores de lucros para ter na carteira de dividendos, alguns setores que são bons investimentos para receber parte dos lucros e os benefícios desse tipo de posicionamento no mercado. Confira!

Saiba o que são dividendos e seus indicadores

Como já foi dito, os dividendos são os lucros pagos pelas empresas e fundos imobiliários, principalmente. Conforme a Lei n°. 6.404/76, conhecida como Lei das SA, os sócios, sobretudo proprietários de ações preferenciais, têm o “direito de participar do dividendo a ser distribuído, correspondente a, pelo menos, 25% (vinte e cinco por cento) do lucro líquido do exercício”.

No caso dos FIIs, a distribuição dos lucros deve ser de 95% do resultado obtido no semestre, como determina a Lei 9.779/1999. Mas como escolher quais são os melhores pagadores de dividendos? A seguir, apresentamos dois indicadores que podem ser bastante úteis.

Payout

Esse índice refere-se à porcentagem dos lucros que a empresa vai distribuir aos seus acionistas na apuração dos resultados do exercício. Mas por que ele é importante?

Empresas normalmente em fase de crescimento tendem a reter uma parte de seus lucros para investir no próprio crescimento. Já empresas estabelecidas tendem a distribuir uma parcela maior para os acionistas. Ou seja, não existe um padrão de payout bom ou ruim, é preciso entender o momento da empresa.

Dividend Yield

dividend yield é obtido pela divisão do dividendo pago por ação pelo preço da ação. O valor em porcentagem é o rendimento gerado para quem é o dono da ação pelo pagamento daquele dividendo. Ambos os dados podem ser encontrados no sites de relações com investidores das empresas e dos fundos imobiliários.

FIIs que tendem a pagar bons dividendos para ter na carteira

Após a analisar os dados de pagamento de lucros e porcentagem desses dividendos pagos em relação à cotação, associado ao entendimento do contexto do FII, é possível encontrar papéis para compor uma carteira de dividendos com mais facilidade. Entre alguns setores que rendem bons pagadores, destacam-se os seguintes.

Segmento imobiliário de shoppings

O segmento dos fundos imobiliários de shoppings representam boas oportunidades de investimento visando os dividendos. Mesmo com a ameaça dos e-commerces, os shoppings ainda são opções de investimento interessantes e conseguem atrair bastante público, sobretudo utilizando o diferencial do lazer. Vale, então, apostar em FIIs que investem em shoppings bem localizados, com lojas bem administradas, entre outros fatores de escolha.

FIIs de agências bancárias

Como forma de diversificação, também vale estudar fundos imobiliários que investem em agências bancárias. Basicamente, o FII, aluga e administra os imóveis à empresas do setor bancário. Este segmento é conhecido por ter índices de inadimplência e vacância bastante pequenos, possibilitando bons dividendos. Contudo, há um alerta quanto ao movimento de redução do número de agências físicas por parte dos bancos, o que poderia impactar negativamente esses FIIs.

FIIs de incorporação residencial

A incorporação de imóveis é uma atividade de alto risco, porém com bons retornos no longo prazo. Em um cenário de recuperação da construção civil no país, esse tipo de fundo imobiliário se apresenta como uma boa opção para construir riqueza para o futuro. Nesse segmento, existem oportunidades que possibilitam geração de dividendos ao longo do ciclo de maturação do projeto, resultado da venda das unidades imobiliárias.

Benefícios de montar uma carteira de dividendos

Como vimos, ter uma carteira de dividendos é positivo para o investidor, que terá uma renda extra proveniente desses investimentos e benefícios claros, como diversidade, rentabilidade, segurança e proteção na carteira. Destaca-se, ainda, a importância de reinvestir os lucros recebidos, aumentando o poder dos juros compostos.

Portanto, além da lucratividade, o pagamento de dividendos permite avaliar a competência daquele negócio ao gerar retornos para seus acionistas. Isso possibilita identificar bons investimentos com mais facilidade.

E então, gostou deste artigo? Então, compartilhe nas suas redes sociais e ajude seus amigos a também montar uma boa carteira de dividendos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários
    Rolar para cima